Guardarei aqui as minhas experiências em Linux (coisas que funcionaram) como forma de ter um local aonde recorrer sempre que for necessário pois as vezes a memória nos atraiçoa. Aqui também serão divulgadas algumas notícias do mundo da Informática

Quinta-feira, 15 de Julho de 2010
Parted Magic 5.0

O Parted Magic OS é uma óptima ferramenta de partição de disco que também desempenha tarefas de recuperação de dados. Esta versão 5.0 do Parted Magic lançada no dia 12 de julho vem com o Kernel LInux 2.6.34.1 e GParted 0.6.1 e também vem com um suporte melhorado para vários idiomas estando o Português entre os idiomas contemplados; o navegador Chromium na versão 6.0,  permite-nos fazer as nossas pesquisas, algo muitas vezes imprescindível quando estamos lidando com tarefas que requeiram consultas. O Parted Magic vem com uma vasta colecção de ferramentas para os vários tipos de sistemas de ficheiros: ext2, ext3, ext4, fat16, fat32, hfs, hfs+, jfs, linux-swap, ntfs, reiserfs, reiser4 e xfs.  Entre outras utilidades, com esta ferramenta podemos particionar, mover, criar expandir ou encolher partições no nosso disco duro; fazer um clone do nosso disco criando assim um backup total; formatar o disco duro de uma forma segura e recuperar dados. Para usar o Parted Magic basta fazer o download da imagem iso do Live CD, criar o CD e dar o boot a partir dele. O programa corre mesmo no Live CD ou então directamente na RAM, estas duas opções nos aparecem logo no menu inicial do programa, pelo que correndo-o na RAM do nosso computador a drive de CD poderá ficar livre, permitindo-nos assim fazer outras coisas como sendo escutar música enquanto trabalhamos.

 

 

 

 

 




publicado por terraterra às 07:05
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009
Preparando-se para a instalação do Ubuntu - Parte V

Particionando

Logo após darmos o boot pelo CD do Gparted vai-nos aparecer uma tela mais ou menos assim:

Aquí vamos seleccionar Gparted Live (Default settings)


De seguida vamos ter a seguinte tela:

Aquí seleccionamos “Don't touch keymap”


A seguir vamos seleccinar o idioma

 

 

Na linha em amarelo onde diz Which language do you prefer (temos uma opção que vai de 01 a 34) vamos escolher no nosso caso o 22 que é o Português. Para isso teclamos 22 e de seguida damos ENTER.

 

 

A tela seguinte vai nos perguntar: Which mode do you prefer?

Aqui temos as opções (0), (1) e (2). Vamos escolher a opção (0) que é: Continue to start X to use Gparted automatically.

 

 

Teclamos 0 e damos ENTER.

 

 

OK! Agora o Gparted vai fazer uma leitura análise do nosso disco-duro e vai-nos apresentar uma tela mais ou menos assim:

 

 

O valor indicado em GiB no /dev/hda vai depender do tamanho em GiB do disco que temos. A figura acima serve só para exemplificar, mas pode variar de caso a caso. Em todo caso vamos considerar que aí onde temos Partition: /dev/hda1; File System: ntfs; Mount Point: /media/hda1; Label: Windows; Size: 24.41 GiB; Used: 21.66 GiB e Unused: 2.75 GiB temos outros valores que seriam o seguinte:

Partition: /dev/hda1; File System: ntfs; Mount Point: /media/hda1; Label: Windows; Size: 160 GiB; Used: 32 GiB e Unused: 128 GiB.


Agora vamos seleccionar o /dev/hda1:

 

 

De seguida clicamos em Resize/Move:

 

 

 


 

 

Agora vai-nos aparecer uma caixa de diálogo onde vamos ter que indicar o valor do redimensionamento:

 

 

Aquí vamos entrar o valor em MB em conformidade com o nosso esquema de partição.

1 GB= 1024 MB, mas vamos colocar aí no “New Size (MiB)” um valor de 50000 MB.


 

 

Os valores que vamos ter serão aproximadamente estes:

Free Space Preceding (MiB): 0

New Size (MiB): 50000

Free Space Following (MiB): 110000


Clicamos em Resize/Move e de seguida vai-nos apresentar o novo esquema da partição do disco-duro (mas ainda o particionamento não foi aplicado) logo de seguida clicamos em Apply e então vão-se efectivar as alterações e agora ficaremos com duas partições sendo uma ntfs com aproximadamente 50000 MB (aquela com o Windows) e uma outra não alocada com aproximadamente 110000 MB.


Bem, agora seleccionamos a partição de 110000 MB e repetimos o processo descrito atrás mas desta vez lá onde diz “New Size (MiB)” vamos por o valor de 60000 MB (esta virá a ser a nossa partição FAT 32). Seguimos de novo os passos indicados atrás.


Agora já ficamos com duas partições não alocadas. Vamos na partição criada, a nossa partição de 60000 MB selecciona-mo-la clicando com o botão direito do rato e de seguida no menu de atalho seleccionamos Formatar para> fat 32. Clicamos em Apply e pronto! Esta nossa primeira fase de particionamento já está.


Agora temos três partições: Uma ntfs com o Windows, uma fat 32 que nos vai servir de storage e uma outra não alocada onde vamos instalar o nosso Linux.

 

 

Já podemos sair do Gparted.

Damos duplo clic no ícono vermelho (Exit) situado no canto superior esquerdo e na caixa que aparece seleccionamos Reboot.

Aparecerá então a seguinte mensagem: The system is going down for reboot NOW!

Please remove the disc, close the tray (if any) and press ENTER to continue:


Após esta mensagem, retire o CD, prima ENTER. O computador reiniciará e então poderemos entrar no Windows e ver que tudo continua normal. Isto tudo funcionou perfeitamente com o Windows XP. As pessoas que estejam usando o Windows Vista ou o Windows 7 poderão ter que inserir o CD de instalação da versão do Windows instalado e no menu inicial escolher “reparar o sistema”. Pronto após tudo isso poderemos finalmente instalar o nosso Linux.

 



publicado por terraterra às 00:42
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009
Preparar-se para a instalação do Ubuntu – Parte II

 Supondo que nosso computador tem o Windows instalado e pretendemos instalar um outro Sistema Operativo que possa funcionar em Dual Boot com o Windows, teremos antes de mais que preparar a “casa” para receber o nosso novo sistema. Para isso vamos utilizar um particionador de Disco Duro de modo a criarmos espaço para o nosso Linux (Ubuntu 9.10). Há vários programas particionadores mas nós vamos trabalhar com o Gparted, um Software livre com uma interface gráfica clara e intuitiva. Com o Gparted poderemos particionar o nosso Disco Duro e criar tantas partições (espaços que funcionam como se fossem um novo disco) quantas quisermos ou tivermos necessidade; podemos deletar partições, editar, e outras funções mais. Até hoje já usei várias vezes o Gparted e nunca tive nenhum problema com o meu Disco-Duro.


Para isso vamos fazer o download do Gparted-Live em : http://sourceforge.net/projects/gparted/


Após o download usaremos um programa de gravação de CD/DVD para gravar a imagem do Gparted Live CD. Esse programa poderá ser o Nero ou um outro programa que ofereça a opção de gravar imagem ISO. Caso não o tenhamos  instalado podemos baixar uma versão trial do Nero (não se paga nada para testar o programa) e após queimar a imagem ISO no CD, esse CD será usado para o Boot; mas para isso teremos que configurar o BIOS para dar boot pelo CD (disso falaremos mais tarde).

 

Já agora que estamos nessa de downloads, vamos aproveitar para downlodar o Ubuntu. Após o download, criaremos um Live CD usando o mesmo processo empregado na criação do CD para o Gparted..


Faça o download do Ubuntu aquí!

 

 

Lá onde diz "please select a location"  vamos seleccionar um local (que em princípio seria o lacal mais próximo). Eu seleccionei o Brazil por uma questão linguística (poderia ser Portugal).

 

Bem, já temos o nosso Live CD do Gparted e o Live CD do Ubuntu, agora vamos ao próximo passo.

 

 



publicado por terraterra às 23:58
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
CD de Instalação
Contactos para quem vive em Cabo Verde e quer um CD de instalação Fedora, Ubuntu ou Sabayon

Ilha de São Vicente:
Contactar com: João da Graça
Ou então o Telemóvel:
+(238) 9816737

Ilha de Santo Antão
Contactar com: Ricardino Évora
Ou então o Telemóvel:
+(238) 9830660
posts recentes

Parted Magic 5.0

Preparando-se para a inst...

Preparar-se para a instal...

arquivos

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

tags

todas as tags

Download OpenOffice
links
blogs SAPO