Guardarei aqui as minhas experiências em Linux (coisas que funcionaram) como forma de ter um local aonde recorrer sempre que for necessário pois as vezes a memória nos atraiçoa. Aqui também serão divulgadas algumas notícias do mundo da Informática

Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010
Google inaugura loja digital de livros

 

Foi inaugurada hoje nos Estados Unidos a loja digital de livros da Google, loja essa há muito esperada, cuja demora deveu-se em parte às disputas legais no que tange aos direitos de autor.

A Goolge eBooks (nome da loja da Google) disponibiliza aos usuários cerca de 3 milhões de livros que poderão ser baixados em diversos tipos de aparelhos, sendo que essa possibilidade poderá levar a curto prazo ao domínio da Google nesse sector dominado até agora pela Amazon com o Kindle e pela loja iBookstore da Apple cujos suportes de leitura são aplicativos do iPhone e iPad. O futuro provável sucesso do Google eBooks poderá residir no facto do usuário não ficar amarrado a um aparelho em especial, o que condiciona imenso a liberdade e a mobilidade; ao facto da Google possuir devido ao seu motor de busca, de informações acerca das preferências dos seus utilizadores; por disponibilizar muitas obras grátis e pela possibilidade de ter à disposição do público uma grande variedade de títulos. Acho que isto poderá vir a representar uma revolução nesse sector que a nível de livros digitais poder-se-à comparar à democratização da literatura após o invento de Gutenberg no período da Renascença. Só falta a generalização de aparelhos com conexão à Internet para que o cenário se complete, mas a Google tem vindo a dar uma “ajudinha” nesse sentido contribuindo para o abaixamento dos preços dos Smartphones e Tablets ao ter lançado o Nexus One e o sistema Android, lançamento esse que deu um boost no sector de aparelhos portáteis inteligentes, e para breve o Chrome OS.

 



publicado por terraterra às 22:50
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010
Chegou o Google Earth 6

 

Hoje foi apresentada a versão mais recente do Google Earth.

O Google Earth 6 vem com ferramentas mais realistas, propiciando uma experiência bem integrada do Street View e árvores em 3D.

 

 

Acho que todos ficamos maravilhados com essa possibilidade de voar sobre a Terra aquando do lançamento do Google Earth em 2005 e a nossa primeira reacção (pelo menos foi a minha) foi a de localizar a nossa casa, a zona onde moramos, sendo que em 2008 Google alargou as possibilidades de exploração a nível do solo, integrando o Google Earth com o Google Street View permitindo que percorrêssemos as ruas de várias cidades do mundo. Também foram criadas possibilidades para a exploração dos Oceanos e do Espaço. Acho que num futuro poderemos ter a sensação "real" de viajar no Google Earth, “estar fisicamente nos lugares” . Agora para voar em direcção ao chão basta pegar o Pegman e arrasta-lo em direcção a uma estrada sinalizada em azul e de seguida é só usar os controlos de navegação e iniciar um passeio virtual. O Google Earth 6 traz mais de 80 milhões de árvores. Com esta versão, descobrir e navegar por imagens históricas tornou-se mais fácil segundo a Google, e pode-se visitar um museu, passear entre árvores, tudo num verdadeiro ambiente 3D.

Download Google Earth 6



publicado por terraterra às 19:43
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010
Google versus Facebook


Há uma guerra no Cyberespaço! Nesta guerra há o embate de dois gigantes: o Facebook com os seus 500 milhões de utilizadores cujo sucesso está aumentando a cada dia e a Google, a Super Gigante que todos conhecemos cuja luta será no sentido de contrariar a tendência cyberexpansionista do Facebook que vai gradualmente entrando no terreno da Google.


Com o sucesso da rede social Facebook, todos os cenários são possíveis em termos de área de actuação. Em primeiro lugar já tem uma boa base de utilizadores e agora está tentando potenciar essa base no sentido de amarrar os utilizadores no seu site, não tendo um Facebooker que sair do site para enviar um email ou fazer uma pesquisa na web ou fazer compras, jogar com os amigos ou somente comunicar (Phone Call, Vídeo Conferência etc.). A Google que se cuide pois nesse andar o Facebook vai abocanhar uma boa parte do seu império. Hoje circula-se que na segunda feira vai haver a apresentação do “Gmail Killer” (duvido que seja mesmo um Gmail Killer) do Facebook.


Com as animosidades entre as duas empresas em que a Google bloqueou a importação de dados de outros sites (principalmente Facebook) só permitindo a importação de dados caso houver reciprocidade, mas que o Facebook contornou o problema lincando directamente ao exportador de contactos da Google. Agora Google faz uma advertência ao utilizador aquando a tentativa de exportação de contactos, advertência essa no sentido de fazer o utilizador reflectir nas consequências do acto que pretende levar a cabo, não negando contudo a exportação.


Normalmente quando uma empresa está na moda há sempre essa atracção que exerce em potenciais novos empregados (neste caso programadores) e está acontecendo uma migração de programadores para o Facebook. Pensa-se que a proposta em oferecer um aumento na ordem de 10% aos seus funcionários no início de 2011 e um bónus de Natal no valor de $1000 será uma tentativa da Google em aumentar a motivação e reduzir essa tendência ao êxodo. A Google é conhecida pelo ambiente descontraído de trabalho, salários muito bons, enfim uma empresa que consta(va) do sonho de qualquer programador em busca de um emprego.


E-mail do Facebook


Circula na web que o Facebook vai anunciar na Segunda-feira próxima o lançamento do seu serviço de email com integração ao Office Web Apps da Microsoft. Bem, reconheço que sou um Googler e que no presente, que eu saiba, não há nenhum serviço de email que se compare ao Gmail, o Google Docs vem crescendo e já praticamente uso mais o Google Docs do que os editores no Desktop, que o Orkut (a rede social da Google) está tendo melhorias, que o Picasa (para armazenamento, edição e partilha de fotos) é muito bom e que o Buzz é uma boa ferramenta de partilha e que a Google deve concentrar-se nessas plataformas e fazer a ligação inteligente das mesmas (funcionando tudo como um todo), pois  Google tem tudo o que é necessário para levar a cabo um grande envolvimento social. Mas que também sei que quem está criando algo “novo” e que tenha grandes serviços como Google e outros como referência na área em que pretende actuar, existindo recursos humanos de alto valor e muita criatividade, poderá criar algo que possa oferecer tudo de bom que os concorrentes tenham e mais alguma coisa.


Google nosso de cada dia


Não sei bem explicar...a minha relação com a Google é como aquela coisa da gente amar a uma mulher (passado o tempo da paixão em que somos cegos e surdos, só ouvindo e vendo a pessoa amada), gosto do seu posicionamento relativamente ao Open-Source, gosto da sua ousadia em termos de inovação, pesquisa e da sua postura mesmo quando as coisas não funcionam como o esperado, gosto da sua filosofia quanto a Green-Technology gosto das suas acções altruístas, gosto da simplicidade no design e funcionalidade dos seus produtos (ups! Será que esta é uma declaração de amor? bem...que seja!)



publicado por terraterra às 18:40
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 9 de Novembro de 2010
Do Google Instant ao Instant Previews (Veja antes de clicar)

 

Em 08 de Setembro de 2010 Google lança o Google Instant, uma proposta interessante de busca no qual os resultados vão aparecendo a medida que teclamos. Hoje, integrado ao Google Instant é lançado o Instant Previews. Esta novidade nos permite ter uma visão antecipada da página que pretendemos visitar,  pelo que facilita muito também no caso de estarmos buscando uma página que antes haviamos visitado. Ao efectuarmos a busca e os resultados serem apresentados no Google Instant, o Preview é activado ao clicarmos na lupa logo à direita do resultado da busca e ao passarmos o rato pelos resultados vai aparecendo um snapshot dos sites constantes da página de resultados com as secções mais relevantes destacadas e assim podemos abrir também a página da nossa selecção clicando no Preview. Esta funcionalidade é de grande utilidade porque poupa muito tempo nas buscas, visto que ao termos uma visão antecipada podemos abrir só a página que realmente nos interessa. Seria interessante que o "Instant Previews" fosse também incorporado ao Google Docs permitindo assim ter uma visão antecipada dos documentos arquivados mediante o hover.




publicado por terraterra às 20:11
link do post | comentar | favorito

Domingo, 29 de Agosto de 2010
Diaspora, a nova rede social open source

 

Na dança das redes sociais está previsto para 15 de Setembro o lançamento da Diaspora, uma nova rede social que aparece para se contrapor ao Facebook e se o lançamento tiver o mesmo sucesso que conseguiram na angariação de fundos através de donativos em que arrecadaram cerca de US$ 200.000 quando tinham lançado a petição com o intuito de conseguir US$ 10.000, a coisa vai pegar mesmo. A ideia surgiu no ano passado aquando das reações quanto à privacidade no site de relacionamento de maior afluência na atualidade e ganhou força no principio do ano quando o Facebook foi obrigado a simplificar o seu sistema de configuração de privacidade.
Propõe-se nesta rede social que está sendo criada por quatro amigos estudantes de programação da Universidade de Nova York que tem como diferencial principal ser uma rede open source dar uma maior importância à privacidade onde o utilizador tem a total liberdade de escolher que informações quer partilhar e como e com quem quer partilhar, ideia essa já implementada há bem poucos dias numa outra rede social, a Orkut da Google que vem introduzindo melhorias a fim de não perder nessa corrida em que Facebook está à frente. Ainda nesta corrida, consta que “Google me” (a nova rede social da Google) está para breve e tudo aponta pelas aquisições que tem vindo a fazer que será uma aposta de alto valor, e o enfoque será na criação de uma rede social que traduza o relacionamento social no dia a dia real.
Vamos ficar à espera a ver o que virá em termos de novidade.

 



publicado por terraterra às 19:00
link do post | comentar | favorito

Domingo, 23 de Maio de 2010
Google TV

Já se vinha falando há muito na Google TV, muitas especulações circularam a volta mas com a subida do pano as dúvidas se dissiparam. Foi anunciada no Google I/O a Google TV, uma plataforma aberta que funde a web e a TV. “ Durante a última década, a Internet tem criado oportunidades sem precedentes para a inovação e desenvolvimento em todo o mundo, mas até agora a web tem estado ausente da sala. Com o Google TV, os consumidores vão agora ser capazes de procurar e assistir a um universo alargado de conteúdos disponíveis a partir de uma variedade de fontes, incluindo provedores de TV, a web, suas bibliotecas de conteúdos pessoais e aplicações móveis”. De certa forma já era de se esperar pois daqui a alguns anos deixará de existir a televisão, pelo menos da forma como a conhecemos hoje. Esta nova plataforma será baseada em Linux com a distro Android e correrá o navegador Google Chrome (alguém já tinha dito que o Android vinha para tomar conta dos nossos lares e parece que isto vai mesmo acontecer!).
Nomes sonantes do mundo da electrónica e software como sendo a Sony, Logitech, Intel e Adobe se juntaram ao Google anunciando suporte ao Google TV. Segundo a Google os utilizadores poderão acessar a todos os seus canais habituais de TV bem assim como desfrutar dos conteúdos disponíveis na web e aplicações com base na nuvem, incluindo conteúdos baseados em Adobe Flash e tudo a partir do conforto da sua própria sala de estar e com a mesma simplicidade como navegar na web (a Apple que se cuide!). Começo a imaginar o entrosamento da Google TV com o Youtube.



publicado por terraterra às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 20 de Maio de 2010
Google Wave liberado!

Google Wave, a nova forma de comunicação e colaboração apresentada pelo Google no ano passado foi liberado ontem. Isto quer dizer que as pessoas que o quiserem usar não terão necessariamente que esperar por um convite, basta acessar o wave.google.com. Muitos se sentiram defraudados com o Google Wave, as expectativas a volta do Wave eram enormes mas muitas pessoas que o experimentaram logo no inicio acabaram por deixa-lo de lado; seja porque não estavam com pachorra de explorar esta nova ferramenta, ou porque pelo facto das pessoas só a poderem usar mediante convite tenha contribuído para que houvessem menos gente com os quais se comunicar, além do facto de nos primeiros tempos do lançamento do Google Wave não haverem notificações de um novo wave, fazendo com que o utilizador só tomasse conhecimento da nova conversação quando entrasse no Google Wave. Isto foi contornado pela Google e agora já pode ser configurado para enviar notificações de novos waves à caixa de correio do utilizador, mas também há extensões que podem ser instaladas e notificam na barra do navegador logo à chegada de cada novo Wave.

 



publicado por terraterra às 23:37
link do post | comentar | favorito

Google I/O

Iniciou ontem Quarta-feira o evento há muito esperado: O Google I/O.

O Google I/O é uma conferência anual de desenvolvedores levado a cabo pela Google a fim de se discutir as aplicações web usando o Google e aplicações web abertas.

O evento realizado este ano em S. Francisco, com a duração de dois dias reuniu cerca de 5000 conferencistas provenientes de 66 países. Foram presenciadas demonstrações dos desenvolvedores e participação também em sessões técnicas.

No evento do ano passado foi demonstrado o potencial do HTML5.

Este ano, como muitos já esperavam, entre outras novidades anunciadas pela Google figura a liberalização do codec de vídeo VP8, produto da empresa On2 Technologies, empresa esta aquisitada pela Google há 3 meses atrás. Consta que este codec é bem mais leve que um codec proprietário o H.264 usado nos produtos da Apple. Com isto a web passa a contar com um codec de vídeo open source. Os pilares fundamentais da web estão assentes em tecnologias abertas e até hoje não havia um codec de vídeo disponível livremente pois todos os codecs de vídeo existentes eram proprietários; com este novo gesto da Google a web ficou mais rica e as possibilidades aumentaram.

 



publicado por terraterra às 21:20
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010
Os tentáculos da Google vão chegando à telefonia

A Google está a cada dia se afirmando mais como uma empresa gigante dos nossos dias e posso dizer que ela se tornou numa cultura pois faz parte do nosso dia a dia na Internet e agora a sua presença vai ser ainda mais forte no nosso quotidiano pois esta-se metendo no mundo dos Hardwares. Neste momento os murmúrios estão à volta do Nexus One, o telemóvel com assinatura da Google que traz o Android 2.1 como sistema operativo, cuja apresentação segundo rumores será no dia 5 de Janeiro. O Android é um sistema operativo de código aberto, desenvolvido pela Google, que teve a sua estreia com o smartphone G1 desde Outubro de 2008 e encontra-se atualmente rodando noutros telemóveis. Preve-se que o Android venha a tornar-se o sistema operativo mais popular nos telemóveis. As expetativas são enormes em torno desse aparelho que segundo consta rondará os 530 USD (38.474$00) desbloqueado e aventa-se a possibilidade de a Google atender a pedidos fora dos EUA, sendo que cada detentor de uma conta Google só terá direito a encomendar no máximo até 5 aparelhos, mas fala-se também na existência de outras opções como sendo a venda por 180 USD com contrato obrigatório de 2 anos. Levando em conta que o negócio da Google de maior relevância no momento está centrado no motor de buscas, pode-se entender que haja todo o interesse desta empresa em “ajudar” na massificação dos terminais de acesso à rede pois dessa forma aumentará o número de utilizadores de aparelhos portáteis e com isso o acesso à web. O acesso de banda larga à web através de aparelhos portáteis está crescendo a uma grande velocidade e poderia dizer que a Google está dotando o seu público alvo com as ferramentas necessárias, otimizadas para o acesso em boa qualidade aos seus produtos como o YouTube que está ganhando cada vez maior corpo como um site virado para a indústria multimédia, e à comunicação por voz e vídeo via web assim como a computação na nuvem (cloud computing). Aliás, é nessa óptica de massificação que vejo também o surgimento do SO Chrome ( o sistema operativo de código aberto da Google baseado em Linux que rodará inicialmente em Netbooks).



publicado por terraterra às 23:52
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
CD de Instalação
Contactos para quem vive em Cabo Verde e quer um CD de instalação Fedora, Ubuntu ou Sabayon

Ilha de São Vicente:
Contactar com: João da Graça
Ou então o Telemóvel:
+(238) 9816737

Ilha de Santo Antão
Contactar com: Ricardino Évora
Ou então o Telemóvel:
+(238) 9830660
posts recentes

Google inaugura loja digi...

Chegou o Google Earth 6

Google versus Facebook

Do Google Instant ao Inst...

Diaspora, a nova rede soc...

Google TV

Google Wave liberado!

Google I/O

Os tentáculos da Google v...

arquivos

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

tags

todas as tags

Download OpenOffice
links
blogs SAPO