Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Onda Linux

Guardarei aqui as minhas experiências em Linux (coisas que funcionaram) como forma de ter um local aonde recorrer sempre que for necessário pois as vezes a memória nos atraiçoa. Aqui também serão divulgadas algumas notícias do mundo da Informática

Onda Linux

Guardarei aqui as minhas experiências em Linux (coisas que funcionaram) como forma de ter um local aonde recorrer sempre que for necessário pois as vezes a memória nos atraiçoa. Aqui também serão divulgadas algumas notícias do mundo da Informática

Diaspora, a nova rede social open source

terraterra, 29.08.10

 

Na dança das redes sociais está previsto para 15 de Setembro o lançamento da Diaspora, uma nova rede social que aparece para se contrapor ao Facebook e se o lançamento tiver o mesmo sucesso que conseguiram na angariação de fundos através de donativos em que arrecadaram cerca de US$ 200.000 quando tinham lançado a petição com o intuito de conseguir US$ 10.000, a coisa vai pegar mesmo. A ideia surgiu no ano passado aquando das reações quanto à privacidade no site de relacionamento de maior afluência na atualidade e ganhou força no principio do ano quando o Facebook foi obrigado a simplificar o seu sistema de configuração de privacidade.
Propõe-se nesta rede social que está sendo criada por quatro amigos estudantes de programação da Universidade de Nova York que tem como diferencial principal ser uma rede open source dar uma maior importância à privacidade onde o utilizador tem a total liberdade de escolher que informações quer partilhar e como e com quem quer partilhar, ideia essa já implementada há bem poucos dias numa outra rede social, a Orkut da Google que vem introduzindo melhorias a fim de não perder nessa corrida em que Facebook está à frente. Ainda nesta corrida, consta que “Google me” (a nova rede social da Google) está para breve e tudo aponta pelas aquisições que tem vindo a fazer que será uma aposta de alto valor, e o enfoque será na criação de uma rede social que traduza o relacionamento social no dia a dia real.
Vamos ficar à espera a ver o que virá em termos de novidade.

 

Algumas medidas básicas de segurança

terraterra, 29.08.10

 

A segurança é e vai continuar sendo a maior preocupação se quisermos ter os nossos dados preservados, evitando ou dificultando a invasão de terceiros. Não é fácil ter um sistema totalmente seguro (e quase que isso não existe) porque enquanto um grupo trabalha com o intuito de reforçar a segurança dos sistemas informáticos, existe um outro grupo aplicando a sua energia no estudo da forma de quebrar essa mesma segurança. Mas existem algumas regras básicas de segurança que se devem levar em conta para que ao menos estejamos seguros de ter tomado alguma providência nesse sentido. Mais vale sermos  paranoicos com a segurança do que termos de nos lamentar por negligenciar  uma determinada medida que poderia ser tomada.

Alguns aspectos que devemos ter em conta:

1
- Sistema Operativo sempre atualizado


2
- Navegadores atualizados


3
- Ter um bom antivírus instalado e sempre atualizado (isto para utilizadores do Windows). Ter cuidado com os antivírus grátis a não ser que seja um já sobejamente conhecido, pesquise as opiniões sobre o mesmo antes de instala-lo no teu sistema.


4
- Ter cuidado com os programas que instala no seu computador, no caso de ser utilizador Linux usar sempre que possível programas existentes nos repositórios do seu sistema.


5
- Ter o Firewall ligado


6
- Ter uma boa senha composta por letras minúsculas, maiúsculas, números e símbolos. Uma senha com pelo menos 8 dígitos, não obstante o ideal ser de 12 no mínimo (comprovada a segurança com senha de 12 dígitos que segundo estudos recentes levaria cerca de 17.134 anos para ser crackeado contra cerca de duas horas para crackear senhas até oito dígitos) pois já muitos serviços na Internet suportam esse número, o Gmail por exemplo suporta acima de 30 dígitos.


7
- Usar teclado virtual em computadores que não sejam nossos.


8
- Não clicar em links que venham em mensagens de desconhecidos ou em sites nos quais não confiamos (esta é a parte mais difícil, mas os navegadores como o Google Chrome e o Firefox apresentam um alerta quando tencionamos visitar um site cuja reputação seja duvidosa).



Bem, estas são a meu ver algumas medidas básicas de segurança que de certa forma poderão dificultar o trabalho de um mal intencionado.

Milhares de contas bancárias esvaziadas na Inglaterra

terraterra, 11.08.10

 

Esta é a façanha de um vírus altamente sofisticado que se hospeda no computador das vítimas e rouba as senhas e detalhes de contas dos utilizadores. Estima-se que foram desviadas cerca de £675,000 (a volta de 88.216.200$00) em  cerca de 3000 contas bancárias na Inglaterra. Esse vírus é um Trojan conhecido por "Zeus v3". O rombo aconteceu entre 5 de Julho e 4 de Agosto segundo o Dailymail e os ataques ainda continuam. O "Zeus v3"  é considerado o mais perigoso Trojan (cavalo de tróia) até hoje criado. O grau de sofisticação desta operação é tal que após esvaziar a conta da vítima, cria-se um extrato fictício no sistema, camuflando as transferências efetuadas, dificultando assim  a detecção do roubo logo de imediato.

O Cavalo de Tróia esconde-se em sites, emails e em alguns ficheiros que descarregamos nos nossos computadores. Há que se ter cuidado e evitar seguir links existentes em emails ou sites duvidosos. Segundo consta, este Vírus só ataca computadores com o Windows instalado, pelo que dever-se-à ter as atualizações em dia (atualizações do Sistema Operativo e do Navegador) dificultando assim as possibilidades de sucesso dos possíveis ataques. O Linux continua sendo o sistema mais seguro por enquanto. Digo por enquanto porque não existe nenhum sistema seguro a cem por cento e esses códigos maliciosos são feitos pensando no Sistema Operativo mais usado.

 

Amigos do Google Wave

terraterra, 09.08.10

 

O anúncio do término do Google Wave apanhou a comunidade amiga da ferramenta de surpresa e  não caiu no agrado de muita gente; nisso, um grupo tomou a iniciativa de criar um site com o nome "Save Google Wave!" cujo obejectivo é, como o nome indica, salvar o Google Wave. Google já tomou a sua decisão e esta acção poderá não surtir nenhum efeito, mas vale pela tentativa de mobilizar os amigos do Wave e  sensibilizar a Google (quem sabe..., poderá resultar alguma coisa). Os amigos do Wave podem visitar o Save Google Wave e clicar no polegar para cima.

 

Também podem seguir este movimento no Twitter.

Google Wave, projecto descontinuado

terraterra, 09.08.10

A Google anunciou na semana passada a descontinuação do projecto Google Wave, projecto esse apresentado no ano passado no Google I/O. Pena que se sintam forçado a isso porque o Wave para mim poderia substituir perfeitamente o e-mail e traz ferramentas com tecnologia arrojada, funcionando como um aplicativo normal do desktop através do Browser com possibilidade de arraste de arquivos do ambiente de trabalho para o wave, partilha de arquivos em tempo real assim como comunicação e colaboração também em tempo real (cada letra ao ser digitada pode ser vista pela pessoa com a qual nos comunicamos no momento da digitação),  só que pelos vistos as pessoas estão tão acomodadas com o email e com o MSN Messenger que dificilmente vão dar espaço a inovações fora dos seus serviços de email ou msn, pelo menos no que tange à comunicação, quanto mais se tratando de uma proposta radical como o Wave. Segundo Google, essa medida foi tomada devido ao Wave não ter tido o acolhimento que era esperado. O site do Google Wave deverá ficar no ar até ao final do ano, mas "as tecnologias empregues nesse projecto serão integradas noutros produtos da empresa"; isto já se faz sentir no Gmail onde há já algum tempo pode-se arrastar arquivos da área de trabalho do nosso computador directamente para o corpo do e-mail e na semana passada foi adicionada a função contrária de arrastar os anexos do email para a nossa área de trabalho ou uma pasta qualquer. Acho mesmo que o Wave poderia ser incorporado no Gmail, possibilitando assim a escolha de acordo com a praticidade de uma ou outra ferramenta no momento da comunicação com um contacto conforme o assunto a tratar. Google está sempre inovando, e convenhamos que quem anda em busca de algo novo tanto pode ter um sucesso viral, como um insucesso talvez na mesma proporção e como disse um grande senhor da ciência o Arbert Einstein: quem nunca errou é quem nunca tentou algo novo. Não que eu pense que Google errou com o Wave, alguns dizem que esta ferramenta deveria vir daqui a mais alguns anos (por ele ser o futuro), mas acho que apareceu na altura certa, o pós Wave virá e então todos verão que valeu a pena o Google Wave.

Novo Google Chrome a cada seis semanas

terraterra, 22.07.10



Estamos assistindo a uma verdadeira guerra dos Navegadores. Enquanto a Mozilla anuncia o Firefox beta 2, a Google anuncia o lançamento de nova vero do Navegador Chrome a cada seis semanas. Este navegador que sempre foi caracterizado pela sua velocidade, agora vai entrar num ritmo frenético de desenvolvimento a fim de que possa ser apresentada uma nova versão estável a cada seis semanas, a metade do tempo antes despendido para cada nova release,  pelo que a Google adverte os utilizadores para que não se surpreendam ao verem nos próximos tempos os números das sucessivas versões a crescerem (6.0, 7.0, 8.0...) a um ritmo nunca visto anteriormente. Segundo a Google uma das razões para este novo ritmo é porque estão desenvolvendo novas funcionalidades com maior rapidez e querem partilhar com os utilizadores essas novas funcionalidades sem demora.  Mas quem sabe...poderá também ter a ver com a aproximação da data de lançamento do Google Chrome OS.

Fórum Internacional de Software Livre

terraterra, 22.07.10

 

Decorre em Porto Alegre no Brasil o FISL (Fórum Internacional de Software Livre). Esta já é a 11ª edição deste fórum que acontece anualmente e desde o ano 2000 em Porto Alegre e é considerado um dos maiores eventos de Software Livre da América Latina. Serão quatro dias de palestras, debates e workshops com incidência no mundo do Software Livre. As palestras já se encontram em andamento desde ontem mas a abertura gratuita ao público à área de exposições só acontece hoje 22. Este evento conta com a participação de várias personalidades do mundo do Software Livre tendo como destaque para este ano a participação de Jon Hall, director executivo da LInux Internacional e Michael Hanselman, administrador de sistemas da Google. Segundo o site oficial "O Festival de Cultura Livre do fisl 11 é um encontro de hackers, artistas e produtores culturais que proporciona a aproximação entre usuários, desenvolvedores e artistas para o amadurecimento do software livre como base para uma sociedade baseada nos conceitos da Cultura Livre".

 

Parted Magic 5.0

terraterra, 15.07.10

O Parted Magic OS é uma óptima ferramenta de partição de disco que também desempenha tarefas de recuperação de dados. Esta versão 5.0 do Parted Magic lançada no dia 12 de julho vem com o Kernel LInux 2.6.34.1 e GParted 0.6.1 e também vem com um suporte melhorado para vários idiomas estando o Português entre os idiomas contemplados; o navegador Chromium na versão 6.0,  permite-nos fazer as nossas pesquisas, algo muitas vezes imprescindível quando estamos lidando com tarefas que requeiram consultas. O Parted Magic vem com uma vasta colecção de ferramentas para os vários tipos de sistemas de ficheiros: ext2, ext3, ext4, fat16, fat32, hfs, hfs+, jfs, linux-swap, ntfs, reiserfs, reiser4 e xfs.  Entre outras utilidades, com esta ferramenta podemos particionar, mover, criar expandir ou encolher partições no nosso disco duro; fazer um clone do nosso disco criando assim um backup total; formatar o disco duro de uma forma segura e recuperar dados. Para usar o Parted Magic basta fazer o download da imagem iso do Live CD, criar o CD e dar o boot a partir dele. O programa corre mesmo no Live CD ou então directamente na RAM, estas duas opções nos aparecem logo no menu inicial do programa, pelo que correndo-o na RAM do nosso computador a drive de CD poderá ficar livre, permitindo-nos assim fazer outras coisas como sendo escutar música enquanto trabalhamos.

 

 

 

 

 


Wikimania 2010

terraterra, 11.07.10

Termina hoje em Gdańsk na Polónia a Wikimania 2010, evento que iniciou no passado dia 9. A Wikimania, é a conferência anual e internacional dos entusiastas dos projectos da Wikimedia Foundation, organização sem fins lucrativos que suporta projectos de criação de conteúdos livres na Web. Basicamente são conteúdos ou informações que abrangem toda a área do conhecimento e actividade humana, conteúdos esses disponibilizados em Wiki em vários idiomas e sem nenhum custo para o utilizador final. A Wikipédia é praticamente o pão nosso de cada hora na Web pois se encontra entre os 10 sites mais visitados do mundo. Mas a Wikimedia Foundation também suporta a Wikibooks, Wikinews, Wiktionary, Wikispecies, Wikimedia Commons e Mediawiki. No ano passado esta realização foi em Buenos Aires, Argentina.

Esta conferência foi aberta ao público e possibilitou o encontro de desenvolvedores, editores e usuários para intercâmbio de ideias, pesquisas e colaboração nos projectos futuros.

Sendo um projecto baseado em voluntariado, pela sua natureza, tem colaboradores de vários recantos do mundo e Cabo Verde não ficou de fora, pelo que esteve presente nessa conferência o Waldir Pimenta.

Actualização do Flash-Plugin

terraterra, 11.07.10

Quem não chegou a adicionar o repositório da Adobe a fim de poder instalar o Flash-Plugin pelo yum, poderá deparar com uma mensagem de: Deve actualizar o Adobe Flash Player agora no seu firefox.


Para actualizar o Flash Plugin não precisa remover o antigo pois o sistema o fará com o yum update.

 

Para isso vamos adicionar o repositório da Adobe:

 

1- Entrar como root

$ su -

Digitar senha

 

2- Adicionar o repositório da Adobe:

# rpm -ivh http://linuxdownload.adobe.com/linux/i386/adobe-release-i386-1.0-1.noarch.rpm

 

3- Importar a chave:

# rpm --import /etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-adobe-linux

 

4- Fazer o update:

# yum update flash-plugin