Guardarei aqui as minhas experiências em Linux (coisas que funcionaram) como forma de ter um local aonde recorrer sempre que for necessário pois as vezes a memória nos atraiçoa. Aqui também serão divulgadas algumas notícias do mundo da Informática
Quinta-feira, 22 de Julho de 2010
Novo Google Chrome a cada seis semanas



Estamos assistindo a uma verdadeira guerra dos Navegadores. Enquanto a Mozilla anuncia o Firefox beta 2, a Google anuncia o lançamento de nova vero do Navegador Chrome a cada seis semanas. Este navegador que sempre foi caracterizado pela sua velocidade, agora vai entrar num ritmo frenético de desenvolvimento a fim de que possa ser apresentada uma nova versão estável a cada seis semanas, a metade do tempo antes despendido para cada nova release,  pelo que a Google adverte os utilizadores para que não se surpreendam ao verem nos próximos tempos os números das sucessivas versões a crescerem (6.0, 7.0, 8.0...) a um ritmo nunca visto anteriormente. Segundo a Google uma das razões para este novo ritmo é porque estão desenvolvendo novas funcionalidades com maior rapidez e querem partilhar com os utilizadores essas novas funcionalidades sem demora.  Mas quem sabe...poderá também ter a ver com a aproximação da data de lançamento do Google Chrome OS.



publicado por terraterra às 20:22
link do post | comentar | favorito

Fórum Internacional de Software Livre

 

Decorre em Porto Alegre no Brasil o FISL (Fórum Internacional de Software Livre). Esta já é a 11ª edição deste fórum que acontece anualmente e desde o ano 2000 em Porto Alegre e é considerado um dos maiores eventos de Software Livre da América Latina. Serão quatro dias de palestras, debates e workshops com incidência no mundo do Software Livre. As palestras já se encontram em andamento desde ontem mas a abertura gratuita ao público à área de exposições só acontece hoje 22. Este evento conta com a participação de várias personalidades do mundo do Software Livre tendo como destaque para este ano a participação de Jon Hall, director executivo da LInux Internacional e Michael Hanselman, administrador de sistemas da Google. Segundo o site oficial "O Festival de Cultura Livre do fisl 11 é um encontro de hackers, artistas e produtores culturais que proporciona a aproximação entre usuários, desenvolvedores e artistas para o amadurecimento do software livre como base para uma sociedade baseada nos conceitos da Cultura Livre".

 



publicado por terraterra às 08:38
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Julho de 2010
Parted Magic 5.0

O Parted Magic OS é uma óptima ferramenta de partição de disco que também desempenha tarefas de recuperação de dados. Esta versão 5.0 do Parted Magic lançada no dia 12 de julho vem com o Kernel LInux 2.6.34.1 e GParted 0.6.1 e também vem com um suporte melhorado para vários idiomas estando o Português entre os idiomas contemplados; o navegador Chromium na versão 6.0,  permite-nos fazer as nossas pesquisas, algo muitas vezes imprescindível quando estamos lidando com tarefas que requeiram consultas. O Parted Magic vem com uma vasta colecção de ferramentas para os vários tipos de sistemas de ficheiros: ext2, ext3, ext4, fat16, fat32, hfs, hfs+, jfs, linux-swap, ntfs, reiserfs, reiser4 e xfs.  Entre outras utilidades, com esta ferramenta podemos particionar, mover, criar expandir ou encolher partições no nosso disco duro; fazer um clone do nosso disco criando assim um backup total; formatar o disco duro de uma forma segura e recuperar dados. Para usar o Parted Magic basta fazer o download da imagem iso do Live CD, criar o CD e dar o boot a partir dele. O programa corre mesmo no Live CD ou então directamente na RAM, estas duas opções nos aparecem logo no menu inicial do programa, pelo que correndo-o na RAM do nosso computador a drive de CD poderá ficar livre, permitindo-nos assim fazer outras coisas como sendo escutar música enquanto trabalhamos.

 

 

 

 

 




publicado por terraterra às 07:05
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Julho de 2010
Wikimania 2010

Termina hoje em Gdańsk na Polónia a Wikimania 2010, evento que iniciou no passado dia 9. A Wikimania, é a conferência anual e internacional dos entusiastas dos projectos da Wikimedia Foundation, organização sem fins lucrativos que suporta projectos de criação de conteúdos livres na Web. Basicamente são conteúdos ou informações que abrangem toda a área do conhecimento e actividade humana, conteúdos esses disponibilizados em Wiki em vários idiomas e sem nenhum custo para o utilizador final. A Wikipédia é praticamente o pão nosso de cada hora na Web pois se encontra entre os 10 sites mais visitados do mundo. Mas a Wikimedia Foundation também suporta a Wikibooks, Wikinews, Wiktionary, Wikispecies, Wikimedia Commons e Mediawiki. No ano passado esta realização foi em Buenos Aires, Argentina.

Esta conferência foi aberta ao público e possibilitou o encontro de desenvolvedores, editores e usuários para intercâmbio de ideias, pesquisas e colaboração nos projectos futuros.

Sendo um projecto baseado em voluntariado, pela sua natureza, tem colaboradores de vários recantos do mundo e Cabo Verde não ficou de fora, pelo que esteve presente nessa conferência o Waldir Pimenta.



publicado por terraterra às 21:24
link do post | comentar | favorito

Actualização do Flash-Plugin

Quem não chegou a adicionar o repositório da Adobe a fim de poder instalar o Flash-Plugin pelo yum, poderá deparar com uma mensagem de: Deve actualizar o Adobe Flash Player agora no seu firefox.


Para actualizar o Flash Plugin não precisa remover o antigo pois o sistema o fará com o yum update.

 

Para isso vamos adicionar o repositório da Adobe:

 

1- Entrar como root

$ su -

Digitar senha

 

2- Adicionar o repositório da Adobe:

# rpm -ivh http://linuxdownload.adobe.com/linux/i386/adobe-release-i386-1.0-1.noarch.rpm

 

3- Importar a chave:

# rpm --import /etc/pki/rpm-gpg/RPM-GPG-KEY-adobe-linux

 

4- Fazer o update:

# yum update flash-plugin



publicado por terraterra às 21:12
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 9 de Julho de 2010
Instalar o Firefox 4 beta no Fedora

Para testar este navegador vamos instala-lo no nosso sistema de modo a que possamos usar ou a versão já instalada ou esta versão de teste.


Primeiro vamos fazer o download do Firefox 4 beta em:

http://www.mozilla.com/en-US/firefox/all-beta.html


Vamos entrar na nossa pasta de download (neste caso é a pasta Download que é a pasta de download por pré-definição):


$ cd Download


Já dentro da pasta vamos descompactar o pacote:

$ tar xjf firefox-4.0b1.tar.bz2


Agora vamos mover a pasta firefox gerada da descompactação para /usr/local:

$ sudo mv firefox /usr/local


Agora vamos entrar no directório firefox em /usr/local:

$ cd /usr/local/firefox


Estando dentro da pasta firefox vamos executar o firefox:

$ ./firefox


OK! Já comprovamos que o firefox arranca

Agora para facilitar as coisas podemos providenciar um link para o arranque do firefox:

Clicamos no painel superior com o botão direito do rato e seleccionamos Adicionar ao Painel e escolhemos de seguida  Iniciador de Aplicação clicamos em Avançar,  escolhemos Internet e seleccionamos o Ícone de Firefox e de seguida clicamos em Adicionar.


Agora clicamos no ícone que adicionamos ao painel com o botão direito do rato e seleccionamos Propriedades.


Na janela que aparece vamos colocar lá onde diz Comando o seguinte: /usr/local/firefox/firefox

e lá onde diz Comentário podemos acrescentar Firefox 4 beta e depois clicamos em Fechar.


Pronto!



publicado por terraterra às 10:33
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 8 de Julho de 2010
Firefix 4 beta 1 disponível para download

Foi disponibilizado para download o Firefox 4 beta 1, versão em Inglês. Esta versão de teste traz várias funcionalidades e melhorias. No plano do design o diferencial centra-se no menu e nas abas e isto já se pode ver na versão para o Windows. As abas foram mudadas para o topo  privilegiando assim o conteúdo na web. Também na versão para o LInux há a opção de abas no topo em View > Toolbars > Tabs on Top. Essas mudanças quanto ao menu ainda não se fazem sentir nas versões para o Linux e Mac, sendo que virão posteriormente conforme anunciado. Pelo que vi no site da Mozilla, o visual para o Windows tem alguma semelhança com o Google Chrome, o que acho uma tendência natural e que virá a ser seguida por outros navegadores por ser mais prático quanto à navegação. O que o navegante quer é ter uma ferramenta que lhe possibilite navegar e desfrutar do conteúdo web sem ter espaços invasivos. Se por um lado na questão de rapidez, extensões, segurança e funcionalidades diversas o Firefox é um bom navegador, no aspecto visual perde claramente para o Google Chrome pois considero que o Firefox ocupa muito espaço na tela.

Esta nova versão tem como enfoque   funcionalidades como gerenciador de Add-Ons; WebM, oferecendo assim a possibilidade de visualização de vídeos com qualidade HD e também prioriza a privacidade na navegação assim como o visual.

 




publicado por terraterra às 20:59
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 5 de Julho de 2010
Compilando GIMP-2.7.1 no Fedora ou no Ubuntu

Não pude resistir à essa curiosidade de saber como estão as coisas com o nosso GIMP e então compilei o programa nos sistemas que normalmente uso: Fedora e Ubuntu. Basicamente o processo de compilação para os dois ou outro sistema Linux é o mesmo, salvo pequenas variantes. Desta vez quero partilhar os passos efectuados para compilar o GIMP a partir do Código Fonte. Vou usar como base o Fedora 13, mas também serve para o Ubuntu 10.04. Faremos a nossa instalação do GIMP-2.7.1 no directório /opt, assim podemos correr o programa sem que haja conflito com a versão do GIMP existente no nosso sistema.

Por enquanto vamos estar como usuário normal. Nos momentos do comando "make install" aí então usaremos o  comando "sudo", ou se não tem configurado o sudo no Fedora poderá entrar como root com o comando "su -".

 

Este comando vai criar na nossa pasta pessoal uma pasta temp onde vamos descompactar os nossos pacotes e uma outra pasta de nome pacotes onde serão descarregados os pacotes:

  • joao@star:~$mkdir -pv ~/temp/pacotes

Como a nossa instalação não vai ser no /usr onde a maior parte dos programas normalmente são instalados por pré definição, vamos ter que definir três variáveis que vão ter como objectivo indicar onde procurar por binários e bibliotecas em falta.

Isto vai ser necessário até ao final do processo. Se por alguma razão fechar a janela do  terminal ao longo do processo, deverá de novo dar os três comandos de export a fim de que possa continuar.

 

Copiar e colar este código:

  • export PATH=$PATH:/opt/gimp-2.7/bin && export PKG_CONFIG_PATH=/opt/gimp-2.7/lib/pkgconfig && export LD_LIBRARY_PATH=/opt/gimp-2.7/lib

Agora vamos baixar e instalar pacotes importantes para a compilação do gimp:

  • sudo yum-builddep gimp              (Se for no Fedora)
  • sudo apt-get build-dep gimp        (Se for no Ubuntu)

Vamos baixar o código fonte do GIMP-2.7.1

  • wget -P ~/temp/pacotes/ ftp://ftp.gimp.org/pub/gimp/v2.7/gimp-2.7.1.tar.bz2

Vamos baixar o gegl directamente para o nosso directório pacotes:

  • wget -P ~/temp/pacotes/ ftp://ftp.gimp.org/pub/gegl/0.1/gegl-0.1.2.tar.bz2

Por último Vamos baixar o babl para o nosso directório pacotes

  • wget -P ~/temp/pacotes/ ftp://ftp.gtk.org/pub/babl/0.1/babl-0.1.2.tar.bz2

Todos os nossos pacotes já foram baixados agora vamos descompactar, compilar e instalar.

 

Babl

Entramos na pasta temp

  • [joao@star ~]$ cd temp

Descompactamos nessa pasta o Babl:

  • [joao@star temp]$ tar xjf pacotes/babl-0.1.2.tar.bz2

Entramos nessa pasta babl gerada da descompactação:

  • [joao@star temp]$ cd babl-0.1.2/

Já dentro dessa pasta vamos dar o comando configure acompanhado do nosso prefix. Com o ./configure vai ser verificado se estão satisfeitas as bibliotecas necessárias para o aplicativo. O --prefix vai indicar onde queremos que o programa seja instalado.

  • [joao@star babl-0.1.2]$ ./configure --prefix=/opt/gimp-2.7

Com este comando make vamos fazer com que sejam gerados os executáveis (a compilação propriamente dita)

  • [joao@star babl-0.1.2]$ make

Foram gerados os executaveis agora vamos instalar o nosso programa já compilado:

  • [joao@star babl-0.1.2]$ sudo make install

Gegl

  • [joao@star babl-0.1.2]$ cd ..
  • [joao@star temp]$ tar xjf pacotes/gegl-0.1.2.tar.bz2
  • [joao@star temp]$ cd gegl-0.1.2/
  • [joao@star gegl-0.1.2]$ ./configure --prefix=/opt/gimp-2.7
  • [joao@star gegl-0.1.2]$ make
  • [joao@star gegl-0.1.2]$ sudo make install

GIMP 2.7.1

  • [joao@star gegl-0.1.2]$ cd ..
  • [joao@star temp]$ tar xjf pacotes/gimp-2.7.1.tar.bz2
  • [joao@star temp]$ cd gimp-2.7.1/
  • [joao@star gimp-2.7.1]$ ./configure --prefix=/opt/gimp-2.7
  • [joao@star gimp-2.7.1]$ make
  • [joao@star gimp-2.7.1]$ sudo make install

Após a instalação, para arrancarmos o GIMP é só digitar na consola o seguinte: /opt/gimp-2.7/bin/gimp-2.7 ou então vamos a um dos painéis, superior ou inferior do nosso ambiente de trabalho (eu prefiro o painel superior) clicamos com o botão direito do rato encima do painel e seleccionamos Adicionar ao Painel

 

Escolhemos Iniciador Personalizado de Aplicação e clicamos em Adicionar


 

Uma caixa de diálogo vai aparecer, na caixa comando vamos inserir: /opt/gimp-2.7/bin/gimp-2.7 e preenchemos o resto como acharmos melhor. De seguida clicamos na janela do ícone  e vai-nos aparecer a opção de escolha de um ícone.

 

Escolhemos o ícone e clicamos em Abrir

 

E pronto já temos o nosso iniciador personalizado. Agora é só clicar em OK!

 

Agora para arrancar o GIMP basta clicar no ícone no nosso painel!

 

Documento de apoio



publicado por terraterra às 13:23
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Julho de 2010
GIMP-2.7.1

Foi disponibilizado o GIMP 2.7.1 para Download. Sendo esta uma versão de desenvolvimento poderá ainda ser instável, pelo que não se aconselha o seu uso para produção, (mas a gente vai produzindo alguma coisa nele para experimentar). Eu estou já trabalhando nele e ainda não tive nenhum problema.

A opção da janela única (esta desde a versão 7.0) e o novo look no carregamento do programa chama logo a atenção para a cosmética que vem aí.

Quem quiser dar uma espreitadela nas novidades em direcção ao GIMP 2.8 é só acessar http://git.gnome.org/browse/gimp/tree/NEWS?id=GIMP_2_7_1.

 

Os utilizadores do Windows podem fazer o Download de um binário já disponivel na sourceforge. É só fazer o download e instalar.

 

Os utilizadores do Linux que tiverem "feeling" para compilar o programa podem fazer o download do Código Fonte no seguinte endereço: ftp://ftp.gimp.org/pub/gimp/v2.7/

 



publicado por terraterra às 03:14
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
CD de Instalação
Contactos para quem vive em Cabo Verde e quer um CD de instalação Fedora, Ubuntu ou Sabayon

Ilha de São Vicente:
Contactar com: João da Graça
Ou então o Telemóvel:
+(238) 9816737

Ilha de Santo Antão
Contactar com: Ricardino Évora
Ou então o Telemóvel:
+(238) 9830660
posts recentes

Google com tradução de co...

Nova versão do Virtualbox...

Ubuntu Font Family como p...

Open Library disponibiliz...

Google inaugura loja digi...

Chegou o Google Earth 6

Jolicloud

Me apaixonei por Fedora!

Google versus Facebook

Do Google Instant ao Inst...

arquivos

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

tags

todas as tags

Download OpenOffice
links
blogs SAPO